top of page

Rede de suprimentos digitais: repensando a entrega e as operações de última milha

À medida que avançamos na transformação das cadeias de suprimentos tradicionais para redes de suprimentos digitais, as operações de entrega se tornarão dinâmicas e mais inteligentes, para que possam apoiar a orquestração dos aspectos físicos e digitais do processo logistico. O processo de entrega será cada vez mais baseado em dados e dinâmico. A tecnologia digital ajudará os trabalhadores e o processo se tornará mais eficiente. Já vemos sistemas de navegação selecionando automaticamente as melhores rotas e incorporando condições de tráfego em tempo real. Mais crítico, vários ativos (e.g., veiculos de entrega) serão integrados a um núcleo digital, para que dados adicionais possam produzir uma visão completa do sistema de logística. Podemos inferir alguns desses recursos na próxima geração de van elétrica de última milha (last-mile delivery) que a Rivian está desenvolvendo em parceria com a Amazon. Um dos aspectos do projeto muito elogiado é a intenção da Amazon de construir uma frota de transporte sustentável. A empresa anunciou um pedido de 100.000 unidades.


Considerando o volume do pedido, podemos considerar a iniciativa da Amazon como uma mudança de jogo que provavelmente impactará o ambiente mais amplo da entrega da última milha. Outro recurso um pouco menos comentado, no entanto, é a capacidade subjacente que a plataforma de tecnologia fornecerá às operações de entrega de última milha da Amazon. Ela incorpora a tecnologia de roteamento e entrega de pacotes para facilitar o foco do motorista na operação do veículo e permitir uma experiência de entrega ininterrupta. Além disso, e de maneira importante, os comunicados de imprensa da Amazon e Rivian indicam que o carro inclui um cluster de instrumentos digitais e uma tela central que integrada ao sistema de gerenciamento de logística da Amazon.


Image Source: Electrek


Além dos recursos de segurança e sustentabilidade, que são louváveis ​​e empolgantes, a integração digital com os sistemas de gerenciamento de logística da Amazon sugere uma plataforma que oferecerá suporte a uma capacidade de atendimento dinâmico abrangente. À medida que avançamos em direção a um pensamento gerencial da rede de suprimento digital, veremos cada vez mais modelos operacionais digitais habilitados por algoritmos, que têm em seu núcleo uma plataforma de dados integrada e geralmente permitem ações operacionais automatizadas baseadas em dados. O uso criativo das tecnologias digitais para "reimaginar" os processos operacionais regerá cada vez mais o dia.


Commentaires


bottom of page